[FP] Liechtenstein, Robin

Ir em baixo

[FP] Liechtenstein, Robin

Mensagem por Robin Liechtenstein em Dom Dez 22, 2013 9:52 pm



robin bornhöffer liechtenstein
Apelidos:
-

Aniversário:
fevereiro/07

Idade:
17 anos

Local de Nascimento:
Dachau, Alemanha

Orientação Sexual:
Bissexual

Grupo:
Ninfomaníacos e Dupla Personalidade

Photoplayer:
Ashley Benson

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Personalidade & Aparência
Robin sempre foi muito ligada a sua irmã gêmea, quase inseparáveis. Sempre muito amorosa com qualquer um, apesar de um pouco desconfiada. Isso mudou quando aconteceu o terrível incidente na infância, onde não encontrou apoio em sua irmã. No momento que mais precisou ela não estava lá para ela, então Robin teve que encontrar outra forma de sobreviver consigo mesma, uma âncora. A princípio ela criou somente uma amiga imaginária, alguém para desabafar e dizer a ela que tudo iria passar que tudo iria ficar bem. Sky era sua consciência, sua parte otimista e esperançosa. Porque era só isso que Robin precisava; alguém em quem se firmar para seguir em frente e esperar pelo dia em que todo o pesadelo acabaria e iriam para casa. Quando finalmente foram, Sky não desapareceu.
A menina traumatizada e suja agora era duas versões diferentes de si mesma. A primeira delas, Robin, muito machucada e desconfiada, perdeu toda sua inocência e o que restava de seu otimismo. Não acredita mais na bondade das pessoas, tampouco confia em qualquer uma delas. Continuou fazendo o que aprendeu com Joseph naquela cabana, transando com diferentes garotos na mesma noite pensando somente em sua própria satisfação e se entregando à vaidade. Até chegar ao ponto de não sentir desejo somente pelos garotos e começar a se insinuar para garotas também, quase qualquer um que demonstre interesse nela. Tenta esconder o fato de que por trás da atitude rebelde é na verdade muito insegura.
Sky, por outro lado, permaneceu esperançosa e gentil. Discorda das atitudes de Robin e muitas vezes conseguiu tomar o controle e parar o ato sexual. Está sempre tentando seguir o caminho certo, e tenta a todo custo fazê-la ver que é mais do que isso; que essa vida ficou para trás e agora ela deveria seguir em frente e fazer algo importante. Tem mais influência na vida de Robin do que aparenta.
.

História

Era um dia especialmente gelado. Neve caía em flocos do céu e Robin e sua irmã, Clémence, brincavam de mãos dadas no parque. Seus pais não estavam por perto e por mais que a frase que mais tenha ouvido até aquele dia seja ''não fale com estranhos'', foi impossível para ela ignorar aquele estranho com um sorriso simpático trazendo promessas de doces e brinquedos. Robin era conhecida por não ser convencida facilmente de nada, mas continuava apenas uma criança que, como qualquer outra, nutria um incrível fascínio por guloseimas. Joseph, como ele se apresentou, disse que voltaria no dia seguinte para levá-las até a casa dele, onde os doces e os brinquedos as estariam esperando. Não podiam contar a ninguém, ou mais crianças iriam querer se juntar a eles e não tinha lugar para todas.
Ingênuas, elas aguardaram no mesmo lugar no dia seguinte, e ele veio como prometido. Trouxe balas e bonecas, as mesmas bonecas que Robin havia visto na tv e seu pai disse estar sem dinheiro para comprar. Joseph conquistou sua confiança em pouquíssimo tempo, guiando-as para a casa dele em seu carro. Quando chegaram, se deparam com uma cabana onde outras crianças estavam à espera. Sujas e com roupas em péssimo estado, outras inclusive nuas. O homem enfim assumiu sua verdadeira personalidade, trancando-as do lado de dentro mas deixando as chaves em cima de uma estante, completamente a vista mas inalcançáveis. Todas as crianças pareciam ter a mesma idade, entre cinco e seis anos. Crianças que todos os dias eram obrigadas a revelarem seus corpos para uma câmera e tocarem intimamente uns aos outros e se deixarem tocar por Joseph.
Ele não deixava ninguém de fora, machucava-os sem nenhum remorso. Não importava o quanto gritassem, esperneassem ou chorassem, ele continuava forçando-os para a câmera. Filmava-os sem pudor. As mentes dos pequenos já estavam muito afetadas, principalmente a de Robin. Queria que Clémence a salvasse, como sempre fazia quando tinha um pesadelo, mas a irmã estava muito ocupada travando suas próprias batalhas. Teve que recorrer a outra coisa, conseguir um meio de não ceder à loucura. Foi quando Sky surgiu, a amiga imaginária que dizia que ela só precisava aguentar mais um pouco - a ajuda estava a caminho. Elas sairiam dali eventualmente. Não estava tudo perdido, eles podiam ser salvos. Pelo menos, era o que achava que Sky era. Muitas vezes ela assumia o lugar de Robin, poupando-a e a deixando em um estado de estupor. Robin apenas acordava e não se lembrava do que tinha acontecido, outras vezes se lembrava vagamente.
A garota chegou num estado de não recusar, de não lutar. De que adiantaria? Ele a tomaria do mesmo jeito. Então ao invés disso, ia sem reclamar e fazia exatamente o que ele pedia. Ao contrário de sua irmã, que com o passar do tempo só se tornava mais relutante. Sky era quem fazia isso por ela na maioria das vezes, e nas poucas que Robin esteve presente, lembrou-se de ter sentido prazer, apesar de não acontecer com frequência.
Numa noite de tempestade, Joseph saiu e esqueceu de trancar as janelas. Clémence guiou o grupo pela floresta durante a fuga, alcançando uma rua pouco movimentada onde uma viatura policial estava. Contando tudo na delegacia, Joseph foi preso e condenado. Na volta pra casa, viu Clémence se tornar ainda mais distante, agindo de formas diferentes e atraindo a atenção exclusiva dos pais com suas malcriações. Robin se isolou, não falou com ninguém sobre o que aconteceu e tinha em Sky sua maior confidente. Em casa agia sempre reservada e silenciosa; na escola estava sempre cercada de garotos e ficava com vários. Via-se sempre repetindo aquilo que tinha aprendido na cabana, e gostava. Sky não aprovava e tentava interferir, mas poucas vezes tinha sucesso. Observou sua irmã sofrer com o bullying diariamente mas nunca interferia. Era amiga de muitas daquelas garotas e inclusive ficara com uma delas durante uma festa. Desde esse dia, transava com garotas tanto quanto transava com garotos.
Não sabe direito o que houve com Clémence no dia em que supostamente matou um rapaz. A acusaram de homicídio e no laudo médico foi atestado insanidade mental. Os pais delas, preocupados, obrigaram Robin a se consultar também, pois julgavam não conhecer mais a própria filha. O resultado foi algo que não previra, que achava ser só divertimento. Ninfomaníaca, distúrbios de dupla personalidade. Decidiram mandá-la para o Instituto junto com a irmã, contudo, ela recusou. Considerava um absurdo. Só que Sky era a favor, acreditava que ela precisava de ajuda e isso desencadeou uma forte discussão consigo mesma. Gritava dizendo que estava bem, e depois gritava novamente pedindo para ser internada e que havia passado dos limites. Isso aterrorizou a todos, que a levaram para o Instituto imediatamente. Ela odeia aquele lugar e está disposta a fazer qualquer coisa para se vingar de Sky, por não tê-la apoiado. Mas como pode se vingar de si mesma?
.

Player. Idade. Contato.
avatar
Robin Liechtenstein
Ninfomaníacos
Ninfomaníacos

Mensagens : 2
Data de inscrição : 22/12/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Liechtenstein, Robin

Mensagem por Ivy M. Schaefer em Seg Dez 23, 2013 5:13 pm


ficha aceita

Seja bem-vinda ao instituto, meu bem. Dúvidas, MP à qualquer membro da staff.

Btw, esse template adorável foi feito por [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] do fórum ops!


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
SCHIZOPHRENIC AND SOCIOPATH ❥ 16 YEARS ❥ PRINCESS OF HELL  // MOZI DA JUBS ❥
avatar
Ivy M. Schaefer
Psicopatas
Psicopatas

Mensagens : 141
Data de inscrição : 13/02/2013
Idade : 20
Localização : Boston/MA

Ficha do personagem
Inventário:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum