[FP] L. BEIERSDORF, Aimeé

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] L. BEIERSDORF, Aimeé

Mensagem por Eileen A. Sword em Seg Fev 09, 2015 10:46 pm


Amélie Elizabeth Liech Beiersdorf

DADOS BÁSICOS

• IDADE DO PERSONAGEM:  Dezessete anos.

• APELIDOS: Aimeé, L, Leen, Aeryth.

• ANIVERSÁRIO: Treze de Fevereiro de Mil Novecentos e Noventa e Sete.

• ORIENTAÇÃO SEXUAL: Bissexual.

• LOCAL DE NASCIMENTO: Paris, França.

• GRUPO: Drogados, Ninfomaníacos.

• PHOTOPLAYER: Barbara Palvin



PERSONALIDADE

A francesa é vista como uma maldição. Dona de personalidade forte, comanda tudo o que possui com pulso firme. Gosta de chamar a atenção, seja nas drogas, no sexo ou nas maldades que pratica. Altamente dissimulada, nunca sabe-se quando ela está falando a verdade, uma vez que usa e abusa de sua persuasão para acabar na cama de alguém, seja por dinheiro ou interesse. Geralmente, usa roupas que realcem os seios e coxas, causando certo frenesi em homens mais fracos.

A personalidade da garota assemelha-se a um furação: é indomável.  E com tanta inconstância, é um ser impossível de ser desvendado, tornando o que passa na sua cabeça um mistério. É viciada em dar respostas diretas, muitas vezes, diretas demais. Seu maior prazer é conquistar os outros, seja através de suas palavras ou de suas atitudes. Forte, determinada, fria e calculista, não mede forças quando decide lutar por aquilo que quer. Embora ela se machuque, seu orgulho não a deixa abaixar a cabeça para ninguém. De forma semelhante, usa de seu mal humor e sarcasmo para ludibriar quem quer que seja, garantindo sua sobrevivência em primeiro lugar. Assim, sabe-se que, em seu âmago, é pessoa venenosa e que não perde a chance de manipular e puxar o ''tapete'' dos outros para vencer. Sempre.





POST INTERPRETÁTIVO


Aqui você irá fazer um post interpretativo, não é obrigatório de inicio, porém, é sempre bom que tenhamos uma mostrinha do que o personagem é em sua ficha.





HISTÓRIA DO PERSONAGEM


Foi abusada pelo pai durante dos 9 aos 14 anos. O fato acontecia sempre que a garota ia dormir, uma vez que não possuía irmãos e sua mãe havia saído de casa três dias após o nascimento da menor. Praticamente todas as noites, ambos praticavam o ato incestuoso. Foi com o pai que ela perdeu a virgindade e desenvolveu a ninfomania. Após o primeiro ano, deixou-se levar pelos carinhos dele e ambos transavam em todos os cômodos da casa até a garota desfalecer de cansaço. Em seu aniversário de 14 anos, acabou descobrindo estar grávida de seu progenitor. Logicamente, ele não havia gostado de saber da novidade que a garota havia dado com tamanha alegria. Acabou influenciando Amélie, que perdeu o bebê em seu terceiro mês de gestação.

A rotina da garota acabou saindo dos eixos quando os vizinhos passaram a suspeitar de seu pai, e dos abusos que ambos praticavam. James, sendo acusado de pedofilia, fora obrigado a mudar-se de Paris. Ele acabou optando por sair da cidade francesa com a filha, rumo à casa de seu irmão Audrik, na Alemanha.

Seu pai desapareceu após um mês residindo em Berlim. Como ele nunca foi encontrado, a guarda da morena passou para os tios. Curiosamente, ela notara que havia chamado a atenção do mais velho. Sem perder tempo, acabou indo para a cama com ele após a esposa ir para o trabalho. A diversão, contudo, não durou muito. Amélie acabou sendo expulsa pela mulher de Audrik após ter uma bela surpresa ao voltar para a casa: ambos encontravam-se nus, dormindo abraçados, no quarto que pertencia à esposa.
Não tendo para onde ir e, sem poder reaver os bens que seu pai havia deixado - pois, juridicamente, ainda estavam sob a guarda dos tios - a garota uniu o útil ao agradável. Portando um nome nome, Aeryth, acabou prostituindo-se pela capital alemã. Durante esse meio tempo, descobriu o mundo obscuro das drogas. Somente parou com o serviço após ser colocada em um programa que retirava jovens insurgentes das ruas.

Acabou sendo foi mandada para uma Aacademia que fazia parte do programa, onde aprendera a controlar com mais exatidão sua ninfomania e problemas com drogas. Lá, adotou um novo visual, e sempre respondera como Aeryth. Um dia, soube por terceiros que alguns funcionários mantinham relações com os internos. Com Aimeé não fora diferente: a priori, começou com seus companheiros de quarto. Todavia, ela sabia que queria mais. Acabou utilizando de seus atributos físicos para seduzir o diretor, mantendo relações sexuais com o mesmo durante dois anos. Reconheu que seu maior prazer era desenvolver sua ninfomania em locais onde poderia ser facilmente descoberta. Todavia, foi expulsa da Academia quando, após satisfazer seu prazer com um garoto, acabou induzindo o mesmo a pular do terceiro andar pois ele não havia cumprindo o acordo de dar drogas para dela após o ato. Assim, sem mais alternativas, fora mandada para o maior Instituto conhecido da Europa, especializado em cuidar de jovens especiais como Aimeé.




Panda. Imortal. MP
TEMPLATED by JÄGERBOMB
avatar
Eileen A. Sword

Mensagens : 5
Data de inscrição : 09/02/2015
Idade : 20
Localização : Na sua cama.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum